sábado, 20 de fevereiro de 2010

Acho que estou fora da Maratona

Foi uma semana péssima, das piores nesse início de ano, estou triste, e digo porque.
Há muito tempo tenho um pequeno problema no braço esquerdo, uma inflamação que o ortopedista disse ser tenossinovite, pois bem, canhoto, eu mal conseguia pegar a caneta para escrever e me adaptei, passei a escrever com a mão direita, reduzi a digitação no trabalho e fui em frente.
No final do ano passado, como já postei, tive um problema no joelho direito, inicialmente diagnosticado como artrose e depois como sinovite (não sei se o nome é esse), pois bem, tratei, dez sessões de fisioterapia, alguns remédios, uma injeção e corri a Maratona de Curitiba razoavelmente bem.
Nesse novo ano me matriculei na academia, meu objetivo, reduzir meu tempo na Maratona para 3hrs45m. e mantive os treinos de corrida, tudo perfeito, eu plenamente feliz.
Há alguns dias o joelho começou a incomodar um pouco, e nesta semana que passou voltei ao meu ortopedista, o mesmo que acompanha meu caso do braço esquerdo, e ele me pediu para fazer um rx do joelho e aproveitou para pedir um exame chamado eletroneuromiografia do braço.
Conclusão: Joelho ainda com um pequeno problema de sinovite (acho que é esse o nome) e o braço com Síndrome do Interósseo Anterior Esquerdo (belíssimo nome).
Tratamento: Para o joelho mais 10 sessões de fisioterapia e uma injeção e o pior redução drástica no volume de treinos no primeiro semestre do ano, o que aponta que estou fora da Maratona no primeiro semestre; e para o braço, dois remédios diferentes, fisioterapia e em último caso cirurgia e o pior, nada de academia.
Estou vivendo um dilema, porque minha mente pede para continuar correndo, seguir o planejado, fazer a Maratona, prosseguir o fortalecimento muscular, e a razão pede para dar um tempo, esperar seis meses.
O fato é que estou muito chateado, muito triste, pensei em desistir da corrida, dos esportes, são muitos probleminhas todos os anos, pequenas contusões.
Amanhã vou correr no Circuito das Praias em Peruíbe, no litoral de SPaulo, é uma prova de 10Km que servirá para que sinta o joelho, tudo bem, a ordem é apenas diminuir o volume, mas minha cabeça é de Maratonista, não gosto de provas curtas, não tenho velocidade, não quero ter, gosto é de correr, correr, correr, passar por muitos lugares, "não chegar nunca" (se é que me entendem, rrsrsrs), não sei se obedeço os médicos, falei com dois e disseram a mesma coisa, ou se sigo meus instintos e vou em frente, estou triste hoje, chateado, que a viagem de amanhã e a corrida em Peruíbe mudem meu estado emocional, não estou legal.

2 comentários:

Joka disse...

Vixi !!! Nem encana guerreio se a maratona que vc está falando for a de Sp. Ainda tem tempo p/ sarar...rs Uma dica boa seria correr na piscina c/ cinturão, fiz muito...kkk E o resto é correr free pois no dia D é só puxar um pouco mais forte e cruzar a linha de chegada... Show !!! Boa recuperação e vai na fé.... Ahuuuuu

Xampa disse...

Fala Walter, blz?
Tenho amigos que não fazem atividades físicas pq dá muito trabalho. Sinceramente, se o cara acordasse todo dia e fizesse 100 abdominais, 30 flexões e andasse 30 minutos estaria nos trinques já.
As vezes queremos algo muito grande e desgastante, não conseguimos fazer isso e desistimos de tudo. Sinceramente, acho que esse caminho não é correto. Por que não correr provas de 10/20 kms e curtir a parada? Se o corpo não permite correr 42, vamos correr menos e curtir o momento. Abandonar tudo não é o caminho.
O caminho do meio é sempre o melhor. Temos que ter uma atividade física para a vida toda.
Bola pra frente. Desistir jamais, adaptar-se sempre.