segunda-feira, 8 de julho de 2013

Maratona do Rio

Fim de semana perfeito que não deveria passar tão rápido, fiz o meu melhor na maratona, e fiquei dentro do que esperava e era possível fazer, por fim, me senti muito feliz e mais forte para prosseguir.
Perdoem o post longo, não é meu estilo, mas quero deixar registrados meus sentimentos para que eu releia no futuro.
.
Sábado 06 de julho
.
O fim de semana começou um pouco preocupante, cheguei cedo em Congonhas, o voo estava previsto para às 12hs., entretanto atrasou 1h30m, o que gerou um certo estresse, por fim decolamos e cheguei no Rio às 14:30hs, fui direto ao hotel deixar minha mala e parti rapidamente para a Praia do Flamengo, buscar o kit, encontrei lá uma fila razoável, mas bem organizada, por volta de 16hs estava com kit na mão e aí sim, bem tranquilo.
Fiquei um pouco na praia vendo o movimento, o sol estava firme e apontava um domingo com muito calor, depois caminhei pela Rua do Catete em busca de gatorade e comer alguma coisa, já que não havia almoçado, tinha muito corredor na região, o pessoal se hospeda por ali, próximo a chegada.
Às 19hs fui ao jantar de massas da minha equipe Baleias, encontrei o pessoal e ficamos batendo papo até umas 21h30m, quando retornei ao hotel, pouco depois das 22hs estava deitado, o domingo começaria às 4hs da manhã.
.
Domingo 07 de julho
.
O café no hotel foi as 4h30min e o ônibus saiu às 5h10min, eu estava com o pessoal que veio de SPaulo com a Equipe Tavares, e peguei carona no ônibus deles, assim não precisei ir até o ponto de saída dos ônibus da organização, isso foi muito bom, como no ano passado, foi um pouco complicado chegar ao Recreio, um pouco de desorientação, entra numa rua, sai em outra e acabamos chegando às 6h50m na largada, portanto, com ainda 40mins de antecedência, tempo suficiente para ir ao banheiro, hidratar e se posicionar.
.
A maratona
.
Largamos ás 7h30m e o calor já era razoável, eu tinha em mente correr para 4h15m a 4h30m, então busquei manter média de 6m/km, 10km/h, e assim segui, quanto a hidratação optei por tomar água em todos os postos, mesmo que somente um pouco, e a cada 10km ingerir um gel de carboidrato e um torrone. daqueles pequenos, e passei os 10k, os 20k e os 30k exatamente nessa média, com 3hrs de prova eu passava os 30k me sentindo bem, mesmo com o sol forte, e após passar as únicas subidas do percurso no elevado do Joá e na Av. Niemeyer eu prossegui nesse ritmo, o que para mim foi até surpresa, já que reconheço não fiz os treinos necessários.
Prossegui após o km. 30 no meu ritmo firme, sem andar em nenhum momento e o senti o cansaço mais forte mesmo após o km. 38, já a 4kms do final, e aí a distância parecia aumentar, ao invés de diminuir, lá pelo km. 39 senti um braço nos meus ombros, era o Julio Cordeiro, grande maratonista de Pernambuco, que não vinha tão bem como costuma, sentindo bastante, me cumprimentou mas não estava mais suportando o ritmo, embora bem acima dos tempos que ele faz, espero que tenha concluído bem.
Passei o km. 40 em 4h03min e vi que perdi o ritmo nesses últimos 10km, embora faltassem somente dois km. senti as pernas muito pesadas e o ritmo caiu bem, conclui a maratona em 4h17min. com média de 6m05s/km, se mantivesse os 6min/km fecharia um pouco melhor, mas nos dois últimos kms. corri para 7m30s/km o que derrubou o tempo.
.
Conclusão
.
Estou satisfeito, nada a reclamar da organização, água sempre gelada, gatorade em saquinho e não em copo, é o que eu espero, para medalha e camiseta não dou muita bola, acho que poderiam ser melhores, mas vão para a gaveta.
Acho que depois de 10 maratonas e estou aprendendo melhor como corrê-la, sempre repito, e agora mais, a sua maratona é resultado daquilo que você treinou, não há milagres, numa prova de 5 ou 10km você pode fazer um esforço maior e se superar, na maratona não dá, você fará o que treinou, é a receita para não quebrar.
Meu objetivo é e continuará sendo correr a maratona abaixo de 4hs, é o que me move para treinar, dessa vez eu sabia que não daria, então não tem porque tentar, ano passado eu tentei, conclusão, muitas dores, câimbras, muita caminhada, agora não, fui para aquilo que me preparei e corri 42kms sem parar um só instante, foram 4h17m correndo próximo de 6min/km, era o que eu poderia fazer, nada de ilusões, não tem mágica, e agora acho que aprendi isso definitivamente.
Hoje estou muito bem poucas dores nas pernas, andando com tranquilidade, até o final da semana descanso, depois volto aos treinos.
.
Correrei maratonas enquanto forças tiver e lutarei para ter forças por muitos anos ainda.

2 comentários:

Andre Cruz disse...

belo resultado, pena que nao nos encontramos. vi varios baleias, mas a camisa laranja da maratona atrapalhou um pouquinho.
abs.

Dart Araujo disse...

Walter post grande que nada. Aiii que vc se engana quando abre o meu e do Miguel. risos!!!

Parabéns pela corrida. Foi muito bom reencontrá-lo.

Abração e até a próxima