terça-feira, 30 de dezembro de 2008

Treinos livres

O período de descanso no final do ano, no meu caso, é muito importante para recuperar a musculatura, as dores começam a pipocar por todos os lados, e esse descanso me dá condição de relaxar um pouco. Mas como diz aquele ditado, carrego pedra enquanto descanso, por isso estou realizando sessões livres de rodagem de 6kms em percurso totalmente plano, e tenho cumprido entre 5m15s e 5m30s por km., aproximadamente 31mins. e mais uns segundos de treino, bem leve.
Esses treinos são muito bons porque não levam a um grande cansaço, e muito menos provocam quaisquer dores, já pensei até em abandonar o cronômetro nesses casos, mas me confesso escravo do relógio, não sei correr sem ele.
Esta semana, só deixei livre o dia 01/01, já que gosto de passar o ano acordado e não seria prudente correr logo cedo nesse dia, mas a partir do dia 02/01 a planilha está recheada de treinos e o principal objetivo é correr uma maratona no primeiro semestre e uma no segundo.

3 comentários:

Jorge disse...

Meu amigo Walter obrigado pela visita camarada e ai como foi de fim de ano eu espero que foi bom. Parabéns pela consciencia que está tendo nos seus treinos, descanso também é treinos é isso ae. Obrigado por me adicionar o meu blog no seu, irei fazer o mesmo.
Feliz ano novo camarada e que em 2009 nós corremos muitos Kms.

Um forte abraço,

JORGE CERQUEIRA

Lifewave disse...

Olá Walter, a Lifewave distribui adesivos de energia, acunpuntura em forma de nanotecnologia. Para você que é atleta, você pode adquirir energia extra para suas atividades. Se quiser informações, entre em contato em http://flavio-lifewave.blogspot.com . Obrigado pela atenção e um feliz ano novo.

Márcio Santana disse...

Walter: Fique à vontade para divulgar o Tô Correndo em seu blog, para nós é uma honra que já agradeço. Não tenho feito a mesma gentileza a alguns amigos blogueiros pois o Tô Correndo não é, a princípio, um blog pessoal, mas de um grupo aqui em Recife. Tenho divulgado apenas blogs de corredores pernambucanos para tentar buscar uma maior empatia com o leitor (local). Estou pensando em rever isto, pois tem sido cada vez mais difícil separar o lado "autoral" na redação, risos.