segunda-feira, 9 de julho de 2012

Maratona do Rio

Pré-prova
.
Foi mais um final de semana sensacional, cheguei no Rio de Janeiro no sábado por volta de 12:00hrs e fui diretamente para Copacabana encontrar com o Maia, Tinil, Enio, Cláudio Dundes que estavam tomando um chopp num quiosque na praia, muito sol, saímos de lá e fomos diretamente pegar o kit, onde nos encontramos com grande parte dos baleias, já eram quase 15hrs e eu não havia almoçado, o pessoal combinou de ir ao Restaurante Amarelinho no Catete, acho, e fui com o Silvio de Londrina a pé, uma boa caminhada, um bom papo, ficamos lá bastante tempo e saímos para ir ao hotel tomar um banho e depois diretamente para o jantar de massas, onde aí sim, estava quase toda a turma, a maioria eu já conhecia, alguns vi ali pela primeira vez, foi um rápido jantar, eu estava cansado, não havia parado desde que cheguei e queria descansar um pouco, levantariamos às 4hrs da manhã, mesmo assim conversei rapidamente com algumas pessoas, o Alessandro de SP, o Gilmar de Recife, o CEO Miguel de BH e claro a Elis do Brasil, a quem mando um beijo especial, não pude aguardar a chegada do pessoal, meu vôo era às 14hrs.
No domingo o café foi às 4:50hrs da manhã, o hotel deu uma atenção bem especial aos corredores, isso é muito legal, o clima havia mudado completamente, uma forte garoa, saímos às 5:15hrs para pegar o ônbus que nos levaria ao Recreio dos Bandeirantes. Foi um pouco tumultuado pegar o ônibus, mas o pessoal do staff se esforçou bastante para tudo dar certo, entretanto demoramos muito para chegar à largada, o ônibus partiu às 05:45hrs e somente chegou às 7:15hrs, ou seja, 15 minutos antes da largada, primeiro muito trânsito, depois o motorista optou por seguir pela orla que num dado momento estava fechada para o trânsito, conclusão, teve que voltar, com isso não houve tempo para conversar, alongar, tirar foto com o pessoal, ainda precisei passar no banheiro e quando a largada foi dada eu ainda estava fora da área de largada, a chuva também apertava, mas nada disso tirou o brilhantismo da prova.
.
A prova
.
Com o clima estabelecido, ou seja, chuva, partimos às 7:30hrs em ponto, eu tinha em mente minha estratégia para buscar correr em 4hrs e passei a colocar em prática, logo no km. 3 meu número de peito soltou,  o vento era forte, parei para arrumar, passados mais um ou dois kms. soltou novamente, parei uma segunda vez, mas não houve jeito, soltou de novo e eu deixei, não iria parar mais, num dado momento olhei para ele e estava rasgando, acabei de fazer o serviço, arranquei e joguei fora, corri sem número de peito.
Apesar do vento e da chuva o clima era bom para correr e o percurso, que eu não conhecia, era bem plano, busquei controlar o ritmo e passei os primeiros 14km em 1h18min., dentro do estabelecido, entre o km. 14 e o 28 as duas únicas subidas, mas bem leves, a primeira para entrar num túnel e depois mais uma outra um pouco mais extensa, mesmo assim cruzei os 28km em 2h38min., com dois minutos de ganho, eu estava correndo bem e planejei chegar aos 32km em 3hrs. o que me daria a possibilidade de concluir em 4hrs. e assim o fiz, cravei as 3hrs., tinha 1 hora para 10kms. perfeitamente possível e até o km. 37 me mantive nos planos, mas o cansaço bateu forte e derrubou muito o ritmo, aliado a isso senti uma dor forte na coxa esquerda o que me fez parar uma terceira vez, agora para rapidamente alongar e prosseguir, mas já temendo passar de 4hrs., segui bem lento e cruzei os 40km. em 3h54min., e vi que não daria para as 4hrs., e ao cruzar a placa do km. 41 o relógio bateu exatamente 4hrs., fiquei por um quilômetro, aí então, como sempre faço quando o relógio bate 4hrs. relaxei e caminhei um pouco, não tinha mais pressa, mesmo assim fechei a prova em 4h06m13s, tempo não oficial, foi uma chegada para mim emocionante, muita gente apoiando, gritando e ali você percebe a importância do seu feito e de todos que concluíram a prova, correr uma Maratona é um lição de vida, foi minha nona, e sei que muitas ainda virão.
A organização da prova foi, a meu ver, perfeita, muitos postos com água e gatorade, sendo o gatorade servido em saquinho e não em copo aberto e uma bela medalha, perfeito também o isolamento dos veículos, o trânsito não sofreu nem um pouco, não ouvi uma única buzina em protesto, enfim, uma lição de como deve ser uma Maratona em termos de organização.
.
Meu desempenho
.
Não posso dizer que fiquei felicíssimo com a minha prova, eu queria o sub 4hrs. e estava preparado, ao menos achava que sim, mas ele não veio, então embora achasse que sim eu não estava muito bem preparado, comparando-se com Curitiba quando fechei em 4h04min., meu desempenho no Rio foi bem pior, já que o grau de dificuldade em Curitba é muito maior, o percurso do Rio é fácil, o mais fácil que eu já corri e eu fechei em 4h06min., a prova de BH eu não conto porque eu desisti dela pelos problemas já muito decantados.
Então tenho, correndo prá valer, nas minhas duas últimas provas 4h04 e 4h06, ou seja, muito próximo do meu objetivo, está faltando só um pouquinho, um esforço maior nos treinos, uma dedicação a mais, e eu vou buscar isso, porque estou ficando mais velho e as dificuldades vão aumentando, então a dedicação tem que ser agora.
Planejo correr Curitiba em Novembro, agora vou descansar um pouco, organizar a agenda e retornar aos treinos com mais vontade, assim espero.
.
Espero também encontrar os baleias para novamente corrermos juntos, conversarmos e sorrirmos um pouco, um abraço a todos, ainda não houve a divulgação dos resultados, mas tenho certeza que todos cumpriram seu objetivo principal que era chegar ao final. É isso aí.

9 comentários:

Ricardo Hoffmann disse...

Grande Walter! Belo relato. Bateu na trave novamente. Prazer revê-lo e trocar algumas palavras com você. Abração.

Xampa disse...

parabens por mais uma.
eu tinha planos de ver a maratona passando perto de casa, mas a chuva me espantou e preferi ficar com a familia.
abs

Sergio disse...

Walter,
foi um prazer te conhecer! fico feliz que tenha gostado da prova. Parabéns pelo resultado, ainda que um pouco aquém do que gostaria. É bom que fica um desafio para a próxima...
abs,
Sergio
corredorfeliz.blogspot.com

BALEIAS disse...

Meu caro amigo Walter. Essa maratona do Rio foi realmente muito corrida em todos os aspectos. O fato de nosso encontro ter sido pequeno não altera a admiração que continua imensa. Informo a você, e agora publicamente a primeira vez, que entrei nesse grupo Baleias que busca o sub-4. Vai ser bom porque vou vou conseguir emagrecer um pouco mais nesse projeto, pela meta, pela dieta e pelo aumento dos treinos.
Escolher a prova nesse segundo semestre não será fácil porque não são ideias, mas talvez tenha uma em Floripa em outubro que ofereça condições. Grande abraço. Valeu mesmo, pois é sempre muito bom te ver e rir junto, mesmo que rapidamente. Você sabe que me preocupo com você! Miguel Delgado.

Fábio Namiuti disse...

Parabéns pela participação e resultado no Rio, Walter. Que venha, muito em breve, o resultado esperado.

Abraços.

claudio dundes disse...

Bem... Deu tempo, valioso, de a gente conversar. E somos vizinhos. Vamos fazer valer essa distância. Abraço do Claudio Dundes

GILMAR FARIAS disse...

Walter,
Também senti dores forte, parei para alongar e perdi um pouco de energia no final. Do quilômetro 39 ao 40 fiz em 10minutos e do 40 ao 42, em 8 minutos, uma maluquice.

Tenho certeza que na próxima você vai alcançar o seu sub4. É só continuar treinando e vestindo o manto coral.
Foi muito bom te encontrar lá no jantar.
Valeu!
Gilmar

elis disse...

meu amigo!

é sempre um prazer reencontrar você e nossos amigos, ainda mais numa maratona aqui na Cidade Maravilhosa!

o dia estava perfeito!
caramba, até o vento soprava a gente pra linha de chegada!
senti que era o dia de buscar o melhor tempo possível, os recordes, os sonhos, tudo!
mas pra mim, ainda não era a hora de buscar o sub4h... percebi isso nas duas últimas semanas de treino... de todo modo, me senti vitoriosa! e me diverti muitíssimo nessa prova, ainda mais porque sabia que vocês todos estavam lá:)

vi você parando umas duas vezes pra consertar algo... achei que fosse no short...

você disse que travou no km37... era isso o que eu temia, por isso me segurei tanto... o marcador de ritmo estimulava a gente a acelerar já a partir do km35, mas quem disse que tive coragem?! rsssss
fiquei com um medo danado de quebrar, até porque esse ritmo de 6min/km em longas distâncias ainda é muito novidade pra mim:)

você é fera, Walter! corre super bem! tenho certeza de que em breve vai conquistar sua tão merecida marca!

continuo afirmando: você é minha inspiração! de força, de determinação, de disciplina!

tô aqui na dúvida em relação a duas provas... a de Floripa, em setembro... e a de Foz, na mesma data...

tomara que dê certo a gente se rever em breve!

um grande abraço!

Dani disse...

Oi Walter,

Foi um prazer revê-lo mesmo que por uns instantes.

A maratona de Curitiba realmente é bem mais difícil. Certamente logo vc alcançará o seu objetivo.

Parabéns pela prova.

Bjos,
Dani
correndoemagrecendo.blogspot.com